Missão S. ROQUE

A Missão de S. Roque fica situada na Bela Vista, Matutuine, em Moçambique.

É uma secular Missão da Igreja Católica, reabilitada em 1995, após a guerra, por uma ONG espanhola. A Diocese de Maputo confiou à Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição a administração do Orfanato. 

A Missão situa-se a 80 km de Maputo, a capital de Moçambique. O acesso a partir de Maputo faz-se pela nova ponte e depois segue-se por uma nova estrada, ambas construídas pelos chineses. Também é possível atravessar o rio de barco, como se fazia antes da construção da ponte. A vila mais próxima da Missão é a Bela Vista, a uns 8 km, onde existe um hospital. 

A Missão tem ao seu cuidado cerca de 45 meninos e meninas. Estas crianças ou são órfãs ou têm famílias muito carenciadas que não têm as condições mínimas em casa para cuidar dignamente dos seus filhos. Algumas delas são doentes de HIV/SIDA. São acolhidas com 5 ou 6 anos de idade e ficam a viver na Missão até fazerem a 7ª classe.  

A Missão possui energia eléctrica e também captação de água, que é facultada à população que vive nos arredores. As instalações são modestas, mas oferecem às crianças aquilo que nas suas casas não teriam oportunidade de ter: um dormitório para os meninos e outro para as meninas, cada um com a sua casa de banho.

Foram alvo de uma remodelação recente e as casas de banho já possuem água quente. Há um refeitório, sala de estudo, uma casa para os colaboradores, a casa das Irmãs e uma Biblioteca.

Há um enorme terreiro onde os meninos brincam sempre que têm tempo livre e onde, à sombra de uma grande árvore (a “maforeira”), lhes são distribuídos os trabalhos todos os dias e onde fazem as suas festas. Também há uma grande Igreja. Ao domingo há sempre a Celebração da Palavra, presidida por uma das Irmãs e traduzida por uma senhora da Comunidade que fala o dialecto da região. Só de vez em quando vem um Padre da Bela Vista ou de Maputo celebrar a Eucaristia. 

As crianças vão à escola da Missão, que também é frequentada por alunos das redondezas. As aulas são leccionadas por professores nomeados pelo Governo, que ficam na Missão durante a semana, onde têm casa própria. 

O trabalho é feito pelas Irmãs e por pessoas da Comunidade que a Missão contrata para ajudar, pois as irmãs são muito poucas para poderem dar aos meninos todos os cuidados de que eles carecem.

 

De tempos a tempos há voluntários que ficam na Missão por períodos variáveis e dão apoio naquilo que é necessário. A Missão oferece-lhes casa e alimentação. 

Esta Missão vive do apoio dado pelos apadrinhamentos das Missões Carmelitas de Portugal, de uma ONG espanhola e algum contributo do Arcebispado moçambicano. 

Os meninos são acarinhados e vivem felizes durante o tempo que permanecem na Missão. 

Mostrar mais

© 2020 por Ordem dos Carmelitas Descalços, Portugal